sexta-feira, novembro 21, 2008

Oração e intimidade




::: Versículo :::
Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito.
(João 15:7)
Leia: Lucas 11:1-13

Ouvi uma história de um garoto que durante os primeiros três anos de vida jamais falou . Seus pais tentavam de tudo para fazê-lo falar. Finalmente, um dia, à mesa de jantar, ele falou suas primeiras palavras: "Ervilhas frias!" Eles ficaram extasiados de alegria! "Por que você não disse nada até agora?" perguntaram. E ele respondeu: "até agora estava tudo ótimo". Deus espera que seus filhos falem alguma coisa.

Dias, meses e anos se passam, e nós não abrimos nossas bocas. Apenas quando temos uma reclamação a ser feita é que finalmente nos sentimos motivados a fazer da oração uma prioridade. Apenas quando as ervilhas da vida estão frias é que pensamos em falar com nosso Pai Celestial.Mas a oração não é uma sessão de lavar roupa suja com Deus. Pelo contrário, é uma oportunidade de nos tornarmos íntimos de Deus, que nos sustenta, através dos tempos tranqüilos e difíceis.

Orar apenas quando estamos em dificuldade é como conversar com o cônjuge apenas quando estamos diante de um conflito extremo. Essa não é a melhor hora de construir pontes de comunicação. É preciso comunicar-se sempre. Hoje é tempo de orar. Hoje é tempo de falar com Deus.

Pense:
Orar apenas quando estamos em apuros é como conversar com seu cônjuge apenas quando há crises.

Ore:
"Senhor, ensina-nos a orar." Ensina-nos não apenas o vocabulário da oração, mas conduze-nos para que tenhamos um relacionamento de oração que sustente nossa jornada diária de fé. Em nome de Jesus. Amém.



Um comentário:

patricia disse...

Lindo es hacer la voluntad de Dios. Misiones hasta el arrebatamento.