sexta-feira, abril 15, 2011

À Prova de Tragédias - 14/04/2011







Estamos tão anestesiados pela mídia e expostos a uma descarga tão massiva de eventos trágicos no dia a dia que até parece que ficamos ”à prova de tragédias”. A tragédia que sacudiu o Japão foi capaz de deixar muita gente impressionada, mas não vi ninguém consternado com a dor dos japoneses. Estamos nos tornando cada vez mais insensíveis à dor do próximo.

Será que as imagens que revelam o caos em que o Japão se tornou nos últimos dias não nos levaram a derramar uma lágrima sequer? Deveria. Talvez alguém argumente que o Japão, afinal, não é país simpático e que seu caráter beligerante é responsável por essa reação fria por parte da comunidade internacional. O pesar não se mostrou expressivo, alguém poderia conjecturar, porque afinal eles são muito ricos e também arrogantes.

E no caso do Haiti, qual seria a justificativa? talvez porque sejam muito idólatras e retrógrados... É mesmo assim. Ignoramos a dor do outro até o dia que a tragédia nos bate à porta. Talvez não tenhamos derramado lágrimas pelos milhares de milhares vitimados pelas tragédias no Haiti e Japão, mas certamente experimentamos uma dor lancinante quando nossa manhã de quinta feira nublou-se com as notícias das 12 crianças ceifadas brutalmente no Rio; Provavelmente voce também foi visitado por uma aflição do tamanho do mundo ao ver o rostinho das meninas assassinadas friamente em Cunha, no estado de São Paulo, ou ainda...

Bom, se sua alma não se agitou pesarosamente dentro de voce pelos eventos mencionados, se seus olhos não derramaram uma lágrima sequer, se um suspiro sentido não brotou do fundo de suas entranhas então, parabéns, ou melhor, meus pêsames, voce realmente está blindado, à prova de tragédias!

site:guia-me.




Postar um comentário