quarta-feira, abril 06, 2011







Amor em ação é o plano de Deus para a Igreja hoje no Japão.

A Igreja de Jesus tem uma responsabilidade social no mundo. O salmista já dizia: “Bem aventurado é aquele que atende ao pobre” Sl 41:1. Paulo disse: “Enquanto temos oportunidade façamos bem a todos” Gal. 6:10. O escritor da carta aos Hebreus disse: “Lembrai-vos dos encarcerados” Hb 13:3. Esse é o plano de Deus para sua Igreja – isso é amor em ação.

Esse amor é muito prático em sua aplicação, ele se expressa no cuidado pelo próximo que está com qualquer necessidade – alimento, roupa, abrigo. Ou em outras palavras, esse amor se expressa no atendimento às necessidades materiais, físicas e espirituais das pessoas. Em momento algum o texto diz que nós devemos cobrar ou receber… apenas dar.

No texto relacionado ao juízo final, Mateus 25:34-46, Jesus mostra que nosso conhecimento precisa condizer com a prática. “Então Eu, o rei, direi naqueles à minha direita: Venham, benditos do meu Pai, para o reino preparado para vocês desde a fundação do mundo. Porque Eu tive fome e vocês me deram de comer; Eu tive sede e vocês me deram água; Eu era estranho e vocês me convidaram para suas casas; Eu estive nu e vocês me vestiram; Eu estive doente e na prisão e vocês me visitaram. Então os justos responderão: Senhor, quando fizemos isso? Quando vocês fizeram isso ao menor de meus irmãos, estavam fazendo a mim….”. Esse texto não está dizendo que boas obras salvam, mas que as boas obras devem acompanhar a vida dos que foram salvos por Jesus. Não podemos separar nossas palavras de nossas obras.

O exemplo do bom samaritano jamais deve ser esquecido por nós, porque se trata de uma das mais nobres parábolas contidas nos evangelhos exibe uma ética de gentileza fraternal que o mundo inteiro necessita desesperadamente. Quantas pessoas estão hoje à beira do caminho? Qualquer pessoa que podemos ajudar a qualquer momento é nosso próximo, sem impor sua cor, raça ou posição social.

Nosso amor deve tornar-se real, não ser apenas de palavra ou de língua, mas por obra e em verdade.

A expressão: “O amor de Deus” – significa no grego, não o amor a Deus ou amor por Deus, mas o amor do qual Deus é a fonte; amor do tipo do amor de Deus colocado em ação em favor da humanidade. O amor deve ser algo prático e demonstrável através de atos, não pode ser confinado ao mero idioma, ao discurso.

Uma palavra dita não pode matar a fome; uma palavra atraente não pode saciar a sede; um belo poema de amor não pode aquecer um corpo que está com frio; As palavras são instrumentos poderosos quando postas em ação. Este é o trabalho Da igreja Praise Church no Japão,pois fomos até Sendai o local atingido pelo terremoto e tsunami e o que vimos foi varias pessoas necessitadas, junte-se a nós em doações de produtos não perecivéis e nos ajude em oração. Deus abençoe todos que ajudarão e estão neste projeto ajudando as vitimas do terremoto.

Postar um comentário