sexta-feira, janeiro 24, 2014

Visão é a essência da liderança

Texto Bíblico: 2 Reis 6.8-23


Introdução:
Chegamos ao final de mais um ano e começamos a trabalhar os projetos para o ano seguinte. Todos os projetos da Igreja passam inequivocamente pela sua liderança. Aliás, John Maxwell (um especialista na área de liderança, com mais de 100 títulos publicados sobre o tema), ele afirma que: “Tudo sobe ou desce de acordo com a liderança”. Em outras palavras, qualquer obra, empreendimento, projeto vai crescer ou vai desaparecer dependendo da liderança que se tem...



Todavia, há idéias erradas sobre liderança. John Maxwell define liderança em seus livros da seguinte maneira:
1. Liderança é influência – “Líder é aquele que é capaz de motivar pessoas a um determinado objetivo. Sua influência é capaz de mudar um determinado contexto cultural, organização, ou ordem social.

2. Líder é o que faz seguidores - Se quisermos saber se estamos liderando, precisamos olhar pelo retrovisor e observar se alguém está vindo atrás de nós. O líder sempre determina o ritmo da empresa ou da instituição. O ritmo da empresa é o ritmo do líder”. 

O conceito equivocado que reina na mente e na prática em muita instituição é o conceito de chefe e não de líder. Há muitos ministérios na Igreja que não deslancham porque não tem líderes... tem chefes... Devanir Arantes escreveu um livro interessante: 101 diferenças entre chefe e líder.

VIDEO SOBRE CHEFE E LÍDER
 http://www.youtube.com/watch?v=0ixz8amrpPI


Narração:
No vídeo pudemos perceber exatamente um momento de conflito. O líder se manifesta precisa e cirurgicamente nestas horas de conflito. O texto que lemos inicia dizendo sobre um tempo de conflito: “o rei da Síria resolveu fazer guerra contra Israel”. Porém, apenas 15 versículos depois o texto termina dizendo que “não houve mais guerra da parte da Síria contra Israel”. O que aconteceu entre estes dois versículos para que as coisas corressem tão diferentes ?? O que aconteceu para que o rei que desejava tanto fazer guerra mudasse de intenção?? 

O que aconteceu foi a presença eficaz e a atuação de um líder - Eliseu, o profeta – uma liderança segundo o coração de Deus!!! 

Quais são as características de um líder segundo o coração de Deus ?

1. CREDIBILIDADE

A primeira característica de um líder segundo o coração de Deus é a credibilidade. O texto diz que Eliseu orientava o rei de Israel quanto as ciladas de seus inimigos sírios. O rei se livrava por que ouvia, dava ouvidos e obedecias as orientações de Eliseu. Eliseu tinha credibilidade, o rei sabia que suas palavras eram integras, sérias e verdadeiras...

Saul antes de ser ungido rei em Israel, procurava com seu servo as jumentas que haviam se extraviado... O servo sugere que eles busquem uma informação segura e diz: “Nesta cidade há um homem de Deus, e é muito honrado, tudo quanto ele diz sucede, vamo-nos lá, porventura nos mostrará o caminho que devemos seguir” (1 Sm 9.6).

Ronaldo Lidório escreveu um livro intitulado: LIDERANÇA E INTEGRIDADE. Neste livro, ele aborda a urgente necessidade dos líderes cristãos se aperceberem que o cinismo de alguns povos que já foram cristãos se deve ao crescente descrédito da religião e de suas instituições, bem como liderança. Ele fala da diferença entre CARÁTER E REPUTAÇÃO. 

 Você sabe a diferença entre caráter e reputação ?
Wilian Hersey Davis, tentando fazer-nos diferenciar entre a ilusão do palco e a realidade da vida, compara caráter e reputação quando diz:
“As circunstâncias nas quais você vive determinam sua reputação,
A verdade na qual você crê determina o seu caráter.
Reputação é o que pensam a seu respeito
O caráter é quem de fato você é.
Reputação é fotografia.
Caráter é radiografia.
Reputação é o que os homens dizem a seu respeito no dia de seu funeral.
Caráter é o que os anjos falam de você perante o trono de Deus”.

2. ENVOLVIMENTO

A segunda característica de um líder segundo o coração de Deus é o seu envolvimento com a obra. Eliseu estava tão envolvido com as circunstâncias, que o rei da Síria mandou prendê-lo. Se prendesse Eliseu, certamente conseguiria realizar seu intento.

Neemias estava reconstruindo os muros de Jerusalém depois do cativeiro Babilônico. Quando os inimigos perceberam o crescimento da obra resolveram atrapalhar seu bom andamento. Qual foi a tática ? Vamos desviar sua atenção, vamos tirá-lo do meio da obra... vamos afastá-lo deste envolvimento – “Quando Sambalate, Tobias, Gesém, o árabe, e o restante de nossos inimigos souberam que eu havia reconstruído o muro e que não havia ficado nenhuma brecha, embora até então eu ainda não tivesse colocado as portas nos seus lugares,2.Sambalate e Gesém mandaram-me a seguinte mensagem: "Venha, vamos nos encontrar num dos povoados da planície de Ono". Eles, contudo, estavam tramando fazer-me mal; 3.por isso enviei-lhes mensageiros com esta resposta: "Estou executando um grande projeto e não posso descer. Por que parar a obra para ir encontrar-me com vocês? " Neemias 6:1-3

Jesus conduziu seu povo andando no meio deles. Curou enfermos, tocou em leprosos, comeu na casa de publicanos e pecadores, perdoou prostitutas, deu vistas aos cegos na entrada de Jericó... O Segredo é o envolvimento! "Tendo amados os seus, amou-os até o fim"... (João 13.1)

Não consigo acreditar em uma liderança apenas dominical, que vê o povo por TV, ou por controle remoto, que não tem cheiro de ovelha, que não frequenta grupos, que não participa de ministérios, que não está na ED... Não há liderança cristã sem envolvimento!

Vídeo do filme "Fomos Heróis" - Mel Gibson, o testemunho de um comandante de guerra sobre envolvimento:
http://www.youtube.com/watch?v=vnGrjinOwuk&feature=related

3. VISÃO

A terceira característica de um líder segundo o coração de Deus é a visão. Líderes tem que ter visão. Visão que venha de Deus para a Noiva do Cordeiro de Deus. Não é uma visão humana, pessimista... nem megalomaníaca e aventureira... uma visão de Deus!

- Em 1774, um líder chamado John Adams audaciosamente anunciou que surgiria uma nova nação independente do rei da Inglaterra. Dois anos depois as palavras visionárias de Adams se consolida na unificação de treze estados... surgia os Estados Unidos da América.


- Em 1940, um jovem evangelista chamado Billy Grahan teve um sonho revolucionário para a época. Ele e alguns companheiros imaginaram estádios lotados, onde pessoas distantes de Deus poderiam ouvir a proclamação do evangelho de Jesus. Desde aquele ano, estima-se que 210 milhões de pessoas ouviram Billy Grahan pregar ao vivo, enquanto mais de um bilhão já o ouviram pela TV ou Rádio.
A cidade do profeta Eliseu amanheceu sitiada. Carros, tropas, fortes aparatos... tudo para prendê-lo. O moço que sai para comprar pão, preparar o café ao ver a cidade sitiada volta desesperado... “O que faremos ??”

Eliseu pede a Deus para que seus olhos fossem abertos. “Senhor abra os olhos dele para que veja”!!! Um líder precisa ter a visão para além da naturalidade dos fatos. Um líder precisa ter a visão da grandiosidade das coisas de Deus... Deus abriu os olhos e ele viu o que Eliseu já sabia há muito tempo... 

Agar estava morrendo de sede do lado do poço e chorava e lamentava diante de Deus... Deus lhe mostrou o poço ao seu lado.. veja... beba tu e teu filho...

Leonardo Boff escreveu o livro: A Águia e a Galinha”... Neste livro ele inicia com uma metáfora...
Era uma vez um camponês que foi a floresta vizinha apanhar um pássaro para mantê-lo em sua casa. Conseguiu pegar um filhote de águia. Coloco-o no galinheiro junto com as galinhas. Comia milho e ração própria para galinhas. Embora a águia fosse o rei/rainha de todos os pássaros. Depois de cinco anos, este homem recebeu em sua casa a visita de um naturalista. Enquanto passeavam pelo jardim, disse o naturalista: 
- Esse pássaro aí não é galinha. É uma águia .
- De fato – disse o camponês. É águia. Mas eu criei como galinha . 
Ela não é mas uma águia. Transformou-se em galinha como as outras, apesar das asas de quase três metros de extensão . 
- Não – retrucou o naturalista. Ela é e será sempre uma águia. Pois tem um coração de águia. Este coração a fará um dia voar ás alturas. - Não, não – insistiu o camponês. Ela virou galinha e jamais voará como águia. Então decidiram fazer uma prova. O naturalista tomou a águia, ergueu-a bem alto e desafiando-a disse: - já que você de fato é uma águia, já que você pertence ao céu e não a terra, então abra suas asas e voe! A águia pousou sobre o braço estendido do naturalista. Olhava distraidamente ao redor. Viu as galinhas lá embaixo, ciscando grãos. E pulou para junto delas. O camponês comentou: 
- Eu lhe disse, ela virou uma simples galinha! 
- Não – tornou a insistir o naturalista. Ela é uma águia. 
E uma águia será sempre uma águia. Vamos experimentar novamente amanhã. 
No dia seguinte, o naturalista subiu com a águia no teto da casa. Sussurrou-lhe: 
- Águia, já que você é uma águia, abra as suas asas e voe! 
Mas quando a águia viu lá embaixo as galinhas, ciscando o chão, pulou e foi para junto delas. 
O camponês sorriu e voltou à carga: 
- Eu lhe havia dito, ela virou galinha! 
- Não – respondeu firmemente o naturalista. Ela é águia, possuirá sempre um coração de águia. Vamos experimentar ainda uma ultima vez. Amanhã a farei voar. 
No dia seguinte, o naturalista e o camponês levantaram bem cedo. Pegaram a águia, levaram para fora da cidade, longe das casas dos homens, no alto de uma montanha. O sol nascente dourava os picos das montanhas. O naturalista ergueu a águia para o alto e ordenou-lhe: 
- Águia, já que você é uma águia, já que você pertence ao céu e não à terra, abra suas asas e voe! 
A águia olhou ao redor. Tremia como se experimentasse nova vida. Mas não voou. Então o naturalista segurou-a firmemente, bem na direção do sol, para que seus olhos pudessem encher-se da claridade solar e da vastidão do horizonte. 
Nesse momento, ela abriu suas potentes asas, grasnou com o típico kau-kau das águias e ergue-se, soberana, sobre se mesma. E começou a voar, a voar para o alto, a voar cada vez mais para o alto. Voou... voou... até confundir-se com o azul do firmamento... 

Bill Hybels em seu livro: Liderança Corajosa afirma: “a visão é a própria essência da liderança”.

4. ESTRATÉGIA

A quarta característica de um líder segundo o coração de Deus é a a capacidade de gestar estratégias. A criatividade a serviço de projeto, estratégias que glorifiquem a Deus.

Eliseu era o alvo do ataque. Ele usa uma estratégia, ferindo o exército de cegueira. Depois conduz o exército até a capital do Reino – Samaria. Ali os olhos são abertos e os soldados sírios estavam à mercê dos israelitas. O rei de Israel queria um massacre, eles estavam nas suas mãos...

Mas Eliseu não permite, antes pede para que lhes dê em pão e água. Ninguém entendeu nada... Eliseu sabia onde queria chegar. Não houve mas guerra!!!

A metáfora do cachorrinho e da pantera...
“Um pequeno cachorrinho fugiu de casa e entrou mata adentro. Correu pra lá, correu pra cá... quando percebeu estava perdido. A tarde estava caindo quando o pequeno cachorro percebeu que uma enorme pantera vinha em sua direção. Sem condições de fugir, pensou em uma estratégia para se livrar de tal situação. Começou a roer esfomeadamente uns ossos de animal morto que estavam por perto. 
A Pantera chegou para atacar, e o pequeno cão gritou: “Hum... mas que Pantera deliciosa... mas ainda estou com fome....”
A Pantera assustou-se ao ouvir aquilo e vendo os ossos, saiu correndo depressa com medo de ter o mesmo fim.
Ao perceber que havia dado certo o cãozinho começa a rir... mas um macaco  observava o acontecido, correu pelas árvores e foi avisar a Pantera.
Aquele cãozinho te enganou... ele não comeu nenhuma pantera... Mas o cãozinho viu que o macaco corria pra a visar a Pantera e pensou: agora estou perdido!
A Pantera veio veloz, e o macaco ao lado... O cãozinho então grita, Cadê aquele macaco que me prometeu trazer outra deliciosa Pantera para meu jantar ? Será que ele não virá mais ?
A Pantera sumiu....”

5. AMOR

A quinta característica de um líder segundo o coração de Deus é a semeadura de graça, amor e paz em meio as circunstâncias de oposição. Eliseu leva atrás de si todo exército sírio. Quem olhava de longe diria:

- Isso mesmo, ele feriu estes homens de cegueira...

- Ou mesmo, ele vai levá-los ao rei para um massacre em Samaria...

- Mas ele manda preparar um banquete. Eliseu deu a eles um tratamento de graça, amor e semeou com isso a paz.

Líderes cristãos precisam ser semeadores de graça, amor e paz. A paz de Cristo deve ser o árbitro em nossos corações. Não existe liderança cristã eficaz sem amor. Não há nenhuma outra motivação na caminhada de fé que mereça destaque, senão o amor!

Paulo diz que se não tiver amor... “nada serei”... “nada me aproveitará”...

Conta-se uma história sobre Madre Teresa: certo dia foi indagada em um acampamento da cruz vermelha, sobre o terrível trabalho que desenvolvia, cuidando de mutilado, feridos e dilacerados de guerra. O repórter na abordagem disse a jovem enfermeira: "Por dinheiro nenhum eu faria o que você está fazendo!" E Ela respondeu: "Nem eu". "Eu não faço por dinheiro, faço por amor ao meu semelhante"

6. ORAÇÃO

A sexta e última característica de um líder segundo o coração de Deus é a vida de dependência de Deus a partir da oração. Líderes segundo o coração de Deus necessitam conhecer o peso do coração de Deus para as ações na vida. Necessitam de oração.

Todas as ações de Eliseu foram permeadas de oração. Nada fez ele sem que antes consultasse a Deus. Neemias orou também para iniciar o projeto de reconstrução de Jerusalém, orou em meio aos enfrentamos e orou ao final da obra! Vida de oração!

A Igreja não é uma empresa! Muitos líderes estão tratando a NOiva do Cordeiro como uma Meretriz que apenas rende dinheiro! A Igreja é uma agência do Reino de Deus na Terra. Uma Embaixada celestial no meio terreal. O camando vem do trono de Deus. As orientações~partem do coração do Eterno. Oração é o caminho para se descobrir o peso do coração de Deus para a vida!!
Postar um comentário