segunda-feira, março 03, 2014

Parece que não vou suportar essa luta Deus...


Você já teve a experiência de enfrentar uma situação adversa maior e mais forte que suas condições físicas e emocionais poderiam suportar?
 Há situações adversas tão difíceis, dolorosas e mais fortes do que nós, que às vezes pensamos que não vamos conseguir superá-las.
Davi, no cântico do Salmo 18, descreve uma experiência parecida.
 Nesse Salmo, Davi canta a respeito do dia em que o Senhor o livrou de todos os seus inimigos e das mãos do rei Saul , que por ciúmes e inveja, o perseguiu na tentativa de matá-lo.
 Em termos de poder humano, Saul era infinitamente mais poderoso que Davi, pois aquele era o rei de Israel e contava com todo o aparato militar do reino. As vezes o nosso inimigo vem como Saul para nos destruir, para acabar com nossos sonhos e projetos.
Vejamos o que Davi narra a respeito do terrível aperto que sofreu e como procedeu diante dele. Em primeiro lugar, Davi reconhece quem é Deus: “Eu te amo, ó Senhor, força minha. O Senhor é a minha rocha, a minha cidadela, o meu libertador; o meu Deus, o meu rochedo em que me refugio; o meu escudo, a força da minha salvação, o meu baluarte” (vs. 1, 2). Davi canta atributos do Senhor Deus e atribui a eles o motivo da sua vitória. Esta na luta meu irmão declare essas palavras para DEUS.
Davi, em sua aflição, orou a Deus: “Laços de morte me cercaram, torrentes de impiedade me impuseram terror. Cadeias infernais me cingiram, e tramas de morte me surpreenderam. Na minha angústia, invoquei o Senhor, gritei por socorro ao meu Deus. Ele do seu templo ouviu a minha voz e o meu clamor lhe penetrou os ouvidos” (vs. 4-6). Davi ao invés de lamentar ou reclamar, teve a atitude de entregar a Deus sua terrível situação.
O salmista também preservou sua integridade de caráter enquanto sofria a perseguição do seu algoz: “O SENHOR Deus me recompensa porque sou honesto; ele me abençoa porque sou inocente. Eu tenho feito a vontade do SENHOR e nunca cometi o pecado de abandonar o meu Deus. Eu tenho cumprido todas as suas leis e não tenho desobedecido aos seus mandamentos. O SENHOR sabe que não cometi nenhuma falta e que tenho ficado longe do mal. Assim ele me recompensa porque sou honesto e porque sabe que não sou culpado de nada” (vs. 20-24). Davi não se lançou ao pecado em seus momentos de desespero, incertezas e frustrações. Apenas se refugiou em DEUS.
 Algumas pessoas passam a ter comportamentos autodestrutivos – uso de drogas (lícitas e ilícitas) ou a prostituição, por exemplo – a fim de afogarem suas dores. Davi, ao contrário, lançou-se aos cuidados de Deus.
Porque buscou a Deus e permaneceu íntegro em sua luta contra um inimigo mais forte, Davi viu Deus agir em seu favor. O salmista cantou: “Do alto me estendeu ele a mão e me tomou; tirou-me das muitas águas” (vs. 16). Disse que Deus o livrou “... de forte inimigo e dos que me aborreciam, pois eram mais poderosos do que eu” (vs. 17). Por isso, poeticamente exaltou: “Pois contigo desbarato exércitos, com o meu Deus salto muralhas” (vs. 29).
Assim como Davi, às vezes nos encontramos como que num lugar escuro, onde não há luz que nos mostre para onde ir, as vezes clamamos ate pela morte,pois lá achamos que não haveria tanta dor.
 São nesses momentos que Deus vem em nosso socorro, lançando luz em nossos caminhos turvos, como Davi mesmo canta: “Porque fazes resplandecer a minha lâmpada; o Senhor, meu Deus, derrama luz nas minhas trevas” (vs. 28).
Por fim, Davi reconhece que de Deus vem a proteção e a capacitação para os momentos difíceis: “Ele é o Deus que me dá forças e me protege aonde quer que eu vá. Ele não me deixa tropeçar e me põe a salvo nas montanhas. Ele me treina para a batalha para que eu possa usar os arcos mais fortes. Tu, ó Senhor Deus, me deste o escudo que salva a minha vida. O teu cuidado me tem feito prosperar, e o teu poder me tem sustentado” (vs. 32-35); “Tu me dás força para a batalha e fazes com que eu derrote os meus inimigos” (vs. 39).
Desse modo, diante de lutas e adversidades perante as quais somos impotentes, busquemos a Deus e preservemos nossa integridade perante Ele, as pessoas e perante nós mesmos. E assim, poderemos cantar como Davi: “Na minha angústia, invoquei o Senhor, gritei por socorro ao meu Deus. Ele do seu templo ouviu a minha voz e o meu clamor lhe penetrou os ouvidos”.
E eu te afirmo nesse dia, vale a pena confiar nesse DEUS pois eu mesmo já passei por momentos como esse que Davi relata,mas também contemplei os grandes feitos desse DEUS MARAVILHOSO, FORTE, CONSELHEIRO, AMIGO FIEL.
Não se renda diante das lutas, JESUS está escrevendo uma nova historia na sua vida,meu amado!
EU venci disse Jesus,vós também vencereis!
Que DEUS seja Contigo nessa peleja. Pr@.Jusilei
Postar um comentário